Informative potential of two rockshleter sites in São Paulo state: Abrigo do Alvo and Abrigo de Itapeva [Potencial informativo dos sítios abrigados do Estado de São Paulo: Abrigo do Alvo e Abrigo de Itapeva]

  • Letícia Cristina Correa Universidade de São Paulo
  • Tatiane de Souza Universidade de São Paulo

Abstract


The state of São Paulo is a favorable area for karst formation. This occurs due to its geomorphology that presents lithological characteristics that favor the formation of caves and shelters in sandstone and limestone. Whether by speleologists or archaeologists, many archaeological sites in sheltered contexts have been discovered in the interior of São Paulo, however, their studies have not yet been developed in this state. This article presents preliminary results of research at two sites in shelter contexts - that is, the Alvo Shelter [Abrigo do Alvo], locating in Analândia (SP), with the most recent chronology established at 970 cal. years BP and the oldest at 7,500 cal. years BP; and the Itapeva Shelter [Abrigo de Itapeva], located in the municipality of the same name, with a more recent occupation around 585 cal. years BP and the oldest being around 5,858 cal. years BP. Both sites have similar archaeological remains which are usually found in sheltered contexts: rock art, faunal material, and lithics artifacts. In this case, we have an exception in the Itapeva Shelter, which in addition also contains some fragments of human bones and ceramic material that was originally associated with the Itararé tradition, being comprised of small, thin vessels with little variation in shape, usually without decoration, and presenting colors between dark brown, gray and black. Although the diversity of remains is remarkable, this paper will deal only with the lithic industries which are in the process of analysis at both sites. In order to establish comparisons between the sites, the research team initially sought to recognize generic characteristics such as raw material, support, dimensions, and others. In addition to this, technological attributes were observed in order to extract information about the kind of flintknapping, use-wear traces and retouching. We do not disregard the other evidence, such as rock art as a clue that possibly indicates cultural difference, nor the presence of pottery in the Itapeva Shelter site which is an indication that the inhabitants of this area already had other technology that went beyond the use of stone tools. Although the analysis is not over, some differences already stand out, for example, different raw materials used in the manufacture of stone artifacts have been observed at both sites, as well as the techniques of flaking, which in the Alvo Shelter were much more simplistic and absent of any retouching, and in the Itapeva Shelter where materials associated with several stages of reduction have been noticed along with with the presence of some retouched artifacts. Despite the noted differences, one cannot disregard the fact that the sample of the first site is much smaller when compared to the second one. This is due to the fact that a single fieldwork season was carried out at the first site while  three excavations were made at the second. Although this is one reason, one must also consider that the material density in the Itapeva Shelter is much higher when comparing the number of pieces per excavation unit. Lastly, the analysis of the lithic assemblages will continue but already they exhibit little similarity, thus supporting the hypothesis that we are not dealing with similar groups.

Author Information

Letícia Cristina Correa, Universidade de São Paulo

Museu de Arqueologia e Etnologia
Universidade de São Paulo
Av. Prof. Almeida Prado, 1466, Butantã
São Paulo, 05508-070
Brazil

Tatiane de Souza, Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo
Av. Prof. Almeida Prado, 1466, Butantã
São Paulo, 05508-070
Brazil

References

Ab´Saber, A. N. 2010. A organização natural das paisagens inter e subtropicais brasileiras. In: A obra de Aziz Ab´Saber (Modenesi-Gaiterri, M.C., Bartorelli, A., Mantesso-Neto, V., Carneiro, C. dal Ré, Andrade de Lima, M.B., Eds.), Beca-Ball Edições Lisboa, São Paulo: p. 1-14. (em português) (“The scientific work of Aziz Ab´Saber”)
Alberto, L. A. 2013. Redescoberta Rupestre: São Paulo e um novo cenário. Revista de Arqueologia, Parte 3 - A Construção de Interlocutores: campos disciplinares e sociedade, 27(1): 157-158. (em português) (“Rediscovered rock art: São Paulo and a new scenario”) doi:10.24885/sab.v26i2/1.387
Altenfelder, F. S. 1968. Arqueologia Pré-Histórica da região de Rio Claro. In: Pré-História Brasileira (XIX), (XIX Reunião Anual da Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência) (Duarte, P., Ed.), Instituto de Pré-História da Universidade de São Paulo, São Paulo: 157-166. (em português) (“Prehistoric archaeology from Rio Claro region”)
Araripe, T. A. 1887. Cidades Petrificadas e Inscrições Lapidares no Brasil. Revista Trimensal do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, 50: 213-294. (em português) (“Petrified cities and lapidary inscriptions in Brasil”) URL: https://archive.org/details/CidadesPetrificadasEInscripcoesLapidaresNoBrazil
Araujo, A.G.M. 2001, Teoria e método em arqueologia regional: um estudo de caso do Alto Paranapanema, Estado de São Paulo. Tese de Doutorado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 341 p. (em português) (“Theory and method in regional archaeology: A case study from upper Paranapanema, São Paulo State”) doi:10.11606/t.8.2001.tde-17122013-093345
Araujo, A.G.M. 2008. Geoarqueologia em sítios abrigados: processos de formação, estratigrafia e potencial informativo. In: Geoarqueologia: teoria e prática (Rubin, J.C., Silva, R.T., Eds.), Editora da Universidade Pontifícia de Goiás, Goiânia: p. 72-88. (em português) (“Geoarchaeology in sheltered sites: Formation processes, stratigraphy and informative potential”)
Araujo, A.G.M. 2012, Relatório Final de Atividades. A ocupação Paleoíndia no Estado de São Paulo: Uma abordagem geoarqueológica, Projeto FAPESP 2009/54720-9. São Paulo, 246 p. (em português) (“Final activities report”)
Araujo, A.G.M; Correa, L. C. 2016. First notice of a Paleoindian site in central São Paulo State, Brazil: Bastos site, Dourado County. Palaeoindian Archaeology, 1(1): 4-14. (“Nota prévia sobre um sítio Paleoíndio no centro do Estado de São Paulo, Brasil: Sítio Bastos, cidade de Dourado”) URL: http://journals.kvasirpublishing.com/pa/article/view/17
Aytai, D. 1970. As gravações rupestres de Itapeva. Revista da Universidade Católica de Campinas, 14(33): 29-61. (em português) (“The rock art engravings from Itapeva”)
Caldarelli, S.B. 1983, Lições da pedra: aspectos da ocupação pré-histórica no vale médio Rio Tietê. Tese de Doutorado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, São Paulo, 355 p. (em português) (“Stone lessons: Aspects of the middle Tietê river prehistoric occupation”)
Collet, G.C. (1980), Considerações sobre algumas peças líticas de Pavão (Itaoca-Apiaí-SP). Não publicado. Relatório. Departamento de Arqueologia da Sociedade Brasileira de Espeleologia, São Paulo, 19 p. (em português) (“Considerations on some lithics pieces from Pavão (Itaoca-Apiaí-SP”)
Collet, G.C. 1981. Relatório de Prospecção em Analândia-SP. Relatório de Atividades. Grupo Bagrus de Espeleologia, São Paulo, 11 p. (em português) (“Report of survey in Analândia, SP”)
Collet, G.C. 1982, Relatório de Prospecção em Analândia-SP. Relatório de Sondagem. Grupo Bagrus de Espeleologia, São Paulo, 25 p. (em português) (“Report of survey in Analândia, SP. Survey report”)
Collet, G. C. 1994, Proteção Rupestre. InformATIVO SBE. Sociedade Brasileira de Espeleologia, Campinas, 10 p. (em português) (“Rock art protection”)
DeBlasis, P. A. D. 1988, A ocupação colonial do Vale do Ribeira de Iguape, SP: os sítios líticos do médio curso. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 178 p. (em português) (“The colonial occupation of the Ribeira de Iguape Valley, SP: The lithic sites of the middle course”)
DeBlasis, P. A. D. 1996, Bairro da Serra em três tempos: arqueologia, uso do espaço regional e continuidade cultural no médio Vale do Ribeira. Tese de Doutorado, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 166 p. (em português) (“Bairro da Serra in three times: Archaeology, use of space and cultural continuity in the middle Ribeira Valley”)
Ekshtain, R. 2006. A comparative study of knapping accidents in the Levantine Mousterian. Master’s thesis. Institute of Archaeology, Hebrew University of Jerusalem, Jerusalem, 108 p. (em inglês) (“Estudo comparativo dos acidentes de lascamento no Levantino Mosteriense”)
Ferreira, R.V. 2005. Utilização de Sistemas de Informações Geográficas na Identificação de Unidades Geoambientais no Município de Analândia - SP. Dissertação de Mestrado. Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 120 p. (em português) (“GIS using in geoambiental unities identification in Analândia municipality, SP”).
Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) 1981, Mapa geomorfológico do Estado de São Paulo. Escala 1.500.000. Divisão de Minas e Geologia Aplicada, Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, São Paulo. (em português) (“Geomorfological map of São Paulo State”)
Inizan, M-L; Reduron-Ballinger, M.; Roche, H; Tixier, J. 1999, Technology of knapped stone: Followed by a multilingual vocabulary Arabic, English, French, German, Greek, Italian, Portuguese, Spanish. Traduzido por Féblot-Augustins. Préhistoire de la pierre tailléé Vol. 5, Cercle de Recherches et d'Etudes Préhistoriques (CREP), Nanterre, 191 p. (“Tecnologia das pedras lascadas: acompanhado por um vocabulário multilíngue em árabe, inglês, francês, alemão, grego, italiano, português, espanhol”)
Leite, S.S. 2002. Análise ambiental da área do morro do Cuscuzeiro (Analândia, SP) como subsídio ao planejamento ambiente local. Dissertação de Mestrado. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Programa de Pós Graduação em Ecologia e Recursos Naturais, Universidade de São Carlos, São Carlos, 149 p. (em português) (“Environmental analysis of the hill area of Cuscuzeiro (Analândia, SP) as subsidy to local environmental planning”)
Kamase, L.M. 2004. Casas subterrâneas e feições doliniformes: um estudo de caso na bacia do Alto Taquari (SP). Dissertação de mestrado. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, São Paulo, 96 p. (em português) (“Pit houses and doliniform features: A case study in the Alto Taquari basin (SP)”)
McPherron, S.P (Ed.). 2007. Tools versus cores. Alternative approaches to Stone Tool Analysis. Cambridge Scholar Publishing, Cambridge, 277 p. (“Ferramentas versus núcleos. Abordagens alternativas para análises de ferramentas de pedra”)
Miller Jr, T. O. 1969. Sítios Arqueológicos da Região de Rio Claro Estado de São Paulo. Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Rio Claro, São Paulo, 81 p. (em português) (“Archaeological sites from Rio Claro region, São Paulo state”)
Miller Jr, T.O.1972. Arqueologia da Região Central do Estado de São Paulo. Dédalo, 16: 13-118. (em português) (“Archaeology of the central region of São Paulo State”)
Pallestrini, L. 1969. Sítio Arqueológico Fonseca. Revista do Museu Paulista, 19: 5-104. (em português) (“The Fonseca archaeological site”).
Pallestrini, L. 1975. Interpretações de estruturas arqueológicas em sítios do estado de São Paulo. Coleção Museu Paulista, Serie de Arqueologia, 1: 208 p. (em português) (“Interpretations of archaeological structures in sites in the state of São Paulo”)
Pallestrini, L.; Chiara, F. 1978. Indústria lítica do sítio Camargo 76: município de Piraju, Estado de São Paulo. Coletânea de estudos em homenagem a Annete Laming-Emperaire. Coleção do Museu Paulista. Série Ensaios, 20:83-122 (em português) (“The lithic industry of Camargo 76 site: Piraju Municipality, State of São Paulo”)
Prous, A. 1979. Première information sur les maisons souterraines de l´état de São Paulo, Brésil. Revista de Pré-História, 1: 127-145. (em francês) (“First information about pit houses in the state of São Paulo, Brazil”)
Prous, A. 1991. Arqueologia Brasileira. Editora Universidade de Brasília, Brasília, 613 p. (em português) (“Brazilian archaeology”)
Robrahn, E.M. 1988. A ocupação pré-colonial do vale do rio Ribeira de Iguape, SP: os grupos ceramistas do médio curso. Dissertação de Mestrado, Faculdade de Letras, Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 227 p. (em português) (“The precolonial occupation of Ribeira do Iguape river valley, SP: The ceramic groups of the middle course”)
Morais, J.L. 1987. A Propósito do Estudo das Indústrias Líticas. Revista do Museu Paulista, 32: 155-184. (em português) (“About study of lithic industries”)
Rodet, J; Alonso, M. 2004. Princípios de reconhecimento de duas técnicas de debitagem: percussão direta dura e percussão direta macia (tendre): experimentação com material do norte de Minas Gerais. Revista de Arqueologia, 17: 63-74. (em português) (“Principles of recognition of two debitage techniques: Hard direct percussion and soft direct percussion: Experimentation with northern Minas Gerais state material”) doi:10.24885/sab.v17i1.192
Sallun Filho, W. 1999. Análise dos estromatólitos do grupo Itaiacoca (Proterozóico) ao sul de Itapeva, SP. Dissertação de Mestrado, Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 126 p. (em português) (“Analysis of the stromatolites from the Itaiacoca group (Proterozoic) in the south of Itapeva, SP”)
Souza, C.R.G., Souza, A,P. 2002. O escarpamento estrutural Furnas na região S-SE do Brasil. Sítios geológicos e paleontológicos do Brasil, Vol. 1 (Schoblenhaus, C., Campos, P.A., Queiroz, E.T., Winge, M., Berbet- Born, M., Eds.), Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleontológicos (SIGEP), Brasília: p. 299-306 (em português) (“The Furnas structural escarpment in the S-SE region of Brazil”)
Vialou, A.V. 1980. Tecno-Tipologia das indústrias líticas do sítio Almeida em seu quadro natural, arqueo-etnológico e regional. Universidade de São Paulo, Museu Paulista, Instituto de Pré-história, São Paulo, 170 p. (em português) (“Tecnotipology of the Almeida site lithic industries in its natural, archaeoethnological and regional context”)
Vialou, A.V. 1983. Brito: o mais antigo sítio arqueológico do Paranapanema, estado de São Paulo. Revista do Museu Paulista: nova série, 29: 9-21. (em português) (“Brito: The oldest site in Paranapanema, São Paulo state”)
Toth, N, Schick, K. 2009, The importance of actualistic studies in early Stone Age research: Some personal reflections. In: The cutting Edge: New approaches to the archaeology of Human Origins (Thot, N, & Schick, K., Eds.), Stone Age Institute Publications Series Vol. 3, Stone Age Institute Press, Bloomington: p. 267-344. (“A importância dos estudos atualísticos na pesquisa inicial da Idade da Pedra: algumas reflexões pessoais”)
Troncoso, L.P.S. 2016. Paleoíndios em São Paulo: nota a respeito do sítio Caetetuba, Município de São Manuel, SP. Palaeoindian Archaeology, 1(1): 50-71. (em português) (“Paleoindians in São Paulo State: Notes related to the Caetetuba site, São Manuel municipality, São Paulo State”) URL: https://journals.kvasirpublishing.com/pa/article/view/14/
Published
11-Nov-2017
How to Cite
Correa, L., & de Souza, T. (2017, November 11). Informative potential of two rockshleter sites in São Paulo state: Abrigo do Alvo and Abrigo de Itapeva [Potencial informativo dos sítios abrigados do Estado de São Paulo: Abrigo do Alvo e Abrigo de Itapeva]. Journal of Lithic Studies, 4(3), 7-25. https://doi.org/https://doi.org/10.2218/jls.v4i3.1626
Section
Research Articles